“MILINSTIGANTE”

Por *Vinícius Oliveira

Em homenagem à Giva.

Oxente, como é que pode

afirmar que acredita no sonho

se ainda parece que dorme?

Como pode interromper o silêncio

com passos tão sorrateiros

enquanto o povo grita e sofre?

Que poder deixaria ser penetrado

conosco pedindo licença

e se humilhando na porta?

Se a aparente calmaria é quem mais judia

e caçoa a nossa amada classe

Me comunica então,

Se tão tão tão devagarinho rima com transformação?

Ai você vem meu nobre camarada

me pedir que me aprume e até me acalme

Confundindo agilidade com confusão

Personalidade com personalização

Nós somos militantes, mas não vamu se coisificar não!

Eictha cabrunco,

é claro que não somos besta

a Luta de classes nos pede compreensão

Muita Luta, humildade e formação

Mas de que adianta se não vier com inspiração?

A utopia nos faz caminhar

a realidade aponta pra onde devemos ir

Se discutimos coletivamente

então ninguém fica parado aqui

Vamu, nosso povo, botar instiga nessa nossa construção

sermos didáticos com as cabeças e com os “coração”

que ela contagia e aponta para a organização

Pé na porta!

Não se avexe não.

Essa instiga toda,

Não é má intenção

é uma baita de uma sede …

sede por REVOLUÇÃO.

*Vinícius Oliveira- é estudante de comunicação social e faz a arte circense de construir Barricadas pra revolucionar um mundo onde o monopólio do riso é a desgraça da nossa classe.

Anúncios