soneto ao itaqui

por Felipe Spack

 

Só posso me fiar em tua voz
Pra saber como tudo aconteceu
O nosso tempo passa tão veloz
Que só por ti aprendo quem sou eu.

Sei só que antes de ti eu era folha
Que solta balançava ao menor vento;
Quando te vi, ganhei a minha História
Meu mundo enfim entrou em movimento.

Trinta de junho de dois mil e oito
As famílias venceram a areia.
Quando me dou conta, de dia, afoito
Que só se encontra vivo quem peleia

Só posso agradecer de novo a ti
Por dar-me vida nova, Itaqui.

Anúncios