Choro e liberdade

*Vinícius Oliveira

 

A primeira expressão da vida é o choro.

O choro comunica ao mundo que estamos vivos

Que a nossa história começa a partir de agora.

O choro reinvidica ajuda.

Podemos nem saber o que queremos

Mas se chorarmos conseguiremos.

O choro sempre é incomodo.

Pra quem chora e pra quem tá perto

O choro as vezes é egoísta e impaciente

Até que o choro é reprimido.

Silencioso, Engolido!

O choro também pode ser usurpado

Vitimizado. Quem faz chorar nem sempre é culpado!

O choro também é desaprendido

De repente, pronto. Você não sabe mais chorar.

 

*Vinícius Oliveira- é estudante de comunicação social e faz a arte circense de construir Barricadas pra revolucionar um mundo onde o monopólio do riso é a desgraça da nossa classe.

 

 

Anúncios