Nova Política de Privacidade da Google

http://cemmilhoras.blogspot.com/2012/03/nova-politica-de-privacidade-do-google.html

Por Flávio Siqueira Publicado no blog Cem Mil Horas (http://cemmilhoras.blogspot.com)

Hoje, dia 1º de março a Google.com, empresa que mais coleta, armazena e processa informações no mundo, alterou sua política de privacidade para o usuário de seus serviços.Quem nunca usou a ferramenta de busca de maior sucesso da história ou nunca assistiu um vídeo no youtube? Se você é um desses, provavelmente nem estaria lendo esse texto, que por sinal é postado em um serviço da Google.com (Blogger).

Alguém já parou para se perguntar porque a Google e outras empresas como a Facebook fazem tanto sucesso? Resposta simples: publicidade online direcionada. Trocando em miúdos, seria a publicidade que, sem querer, recebemos quando estamos acessando sites ou e-mails gratuitos. As empresas pagam, e muito, para veicular sua publicidade nesses meios virtuais. Isso porque a publicidade é direcionada de forma incisiva e agressiva ao usuário, como se o site “adivinhasse” o que ele gostaria de consumir.

Aí está a chave do sucesso da Google.

Sucesso feito às custas das informações dos usuários despejadas a todo instante na rede através de entretenimento, trabalho, estudo ou qualquer outra atividade do cotidiano de qualquer pessoa com acesso à internet. Qualquer informação colocada na rede pode ser analisada, manipulada e cruzada com outras, de modo que o site “adivinha” do que você gosta, do que você precisa, onde você está e pra onde você está pensando em ir.

Agora, com a nova política de privacidade, a Google está legitimando essa prática, supondo que os usuários leem os termos da política, que os entendem e os aceitam.

De acordo com estudo da Universidade da Califórnia realizado em 2006, 1,4% das pessoas têm hábito de ler regular e inteiramente as regras de uso de serviços online. Portanto, 98,6% não sabem quanta informação pessoal estão fornecendo para terceiros ao usar os seus serviços, muito menos como essas informações poderão ser utilizadas.

Organizações importantes ao redor do mundo tem criticado veementemente essa política. Ao menos no Brasil é possível identificar que tudo isso ofende direitos garantidos ao consumidor e também princípios fundamentais que estão na nossa Constituição:

Art. 5º

X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

XII – é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal;

Eu convido a todos a reservar um tempinho para ler essa nova política de privacidade e se assustar como eu me assustei. Quem ficar com preguiça e usar o Gmail pode fazer um teste rápido: escreva a palavra “anexo” na sua mensagem e experimente enviar para um e-mail qualquer. Aparecerá o seguinte:

“Você quis anexar arquivos?
Você escreveu “anexo” na sua mensagem, mas não há arquivos anexados. Enviar assim mesmo?”

(…)

Algo estranho?

Anúncios